A “velha e manjada” gangorra do futebol gaúcho

O SBT ESPORTE desta terça-feira, vai debater sobre a “velha e manjada” gangorra do nosso futebol gaúcho.

No momento, o Grêmio está namorando com a liderança e o Inter roçando na zona do rebaixamento. São apenas 3 pontos que o separam de lá.

Mas, quais seriam as razões para tanto, será que o time de Roger está melhor condicionado, mais bem treinado dentro e fora das quatro linhas?

Ou existiriam outras justificativas para explicar a diferença de dez pontos favoráveis à equipe da Arena? A tabela favoreceu o Grêmio?

Os azuis têm uma direção mais atuante e contou também com a vantagem de não estar disputando duas competições simultâneas até agora?

A política do presidente gremista, que fechou as torneiras e “apequenou” o clube, é melhor do que a de apostas altas aplicada pelos vermelhos?

Há um excesso de jogos ou de partidas mais decisivas que teriam desgastado emocionalmente o Internacional? Ou a culpa é apenas de Diego Aguirre?

O certo é que o Colorado está a menos de dez dias do jogo mais importante da temporada. E o Grêmio a partir de agora será ainda mais testado.

Serão compromissos válidos pela Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro provocando uma verdadeira maratona de jogos, antes enfrentada pelo Inter.

A gente vai estar recebendo um convidado muito especial no nosso campinho, como diz a Débora de Oliveira. Um cara que treinou os dois lados.

Fique ligado. O SBT ESPORTE, consolidado como vice-líder no horário do meio dia e quinze, quer a sua participação!

Opinem.

Inter agora também é derrotado no Beira-Rio

POSTADO IMEDIATAMENTE APÓS INTER 1 X 3 ATLÉTICO MINEIRO

A partida Internacional e Atlético Mineiro não lembrou em nada os confrontos pelas oitavas de final da Libertadores.

Até porque nos jogos do mês passado as duas equipes contavam com vários outros nomes em campo. Neste domingo foi diferente.

Não havia o caráter decisivo da competição sul-americana, apesar dos mineiros estarem lutando pela liderança do Brasileirão.

O alvirrubro tentava a vitória para sair da situação desconfortável na tabela de classificação. Mas deu Atlético Mineiro.

Placar final: 1 x 3 Atlético/MG. Com a vitória, o Galo chegou ao primeiro lugar e acabou quebrando o tabu de 29 anos sem vencer, no Beira-Rio.

Lembrando que o Internacional ainda não havia sido derrotado em casa em jogos oficiais. A única derrota tinha sido para o Shakhtar Donetsk.

Mas, apesar do título gaúcho e da classificação na Libertadores, sempre salientamos o fato dos resultados terem sido melhores do que as atuações.

Com certeza, Diego Aguirre será, de novo, questionado. A questão do rodízio será pauta em todos os espaços da grande mídia.

Por isso, convido vocês a me ajudarem a interpretar o momento Colorado. Como fazer para mudar o ambiente de desânimo?

Faltam menos de dez dias para os enfrentamentos com o Tigres, do México.

Opinem.

Grêmio vence a quinta consecutiva

POSTADO IMEDIATAMENTE APÓS O APITO FINAL DE SANTOS 1 X 3 GRÊMIO

Se o árbitro da partida Santos e Grêmio fez uma confusão danada no lance da expulsão de Geuvânio, isso não tem nada a ver com a grande vitória gremista.

O time comandado por Roger Machado foi muito superior durante toda a partida disputada na Vila Belmiro, inclusive, quando estavam onze contra onze.

Os gols foram marcados por Pedro Rocha, que saiu no intervalo, Galhardo e Mamute. Ricardo Oliveira descontou para o adversário.

O Tricolor marcou a saída de bola, quebrou as jogadas dos santistas e explorou a instabilidade emocional da inexperiente equipe praiana.

Pedro Rocha, Luan, Giuliano e Douglas tomaram conta do confronto. Edinho, apesar de ter cansado, deu até passe para o gol de Mamute.

O Grêmio está tão confiante e encaixado que até mesmo o lateral direito Galhardo tem crescido de produção e ninguém mais fala em um substituto.

Foi a quinta vitória consecutiva e, dependendo do resultado entre Internacional x Atlético Mineiro, terminará a rodada como líder.

Alguém poderia imaginar algo parecido há um mês ou um mês e meio? Está de parabéns o presidente Romildo Bolzan Junior!

Opinem.