A tal da Grenalização

Aqui na nossa província é praticamente impossível se analisar um time sem compará-lo com o maior rival, a tal da “grenalização” é inevitável.

Então vamos lá. Não vejo uma grande diferença entre os dois. Aliás, há um bom tempo enxergo Grêmio e Internacional parecidos.

Com semelhanças tanto dentro como fora de campo. Ambos, por exemplo, enfrentando sérias dificuldades e contando com a venda de jogadores para equilibrar as finanças.

Dentro de campo, nos últimos quatro anos, o Internacional leva vantagem porque ganhou os campeonatos estaduais e alguns clássicos, inclusive, de goleada.

Neste ano, o Grêmio parece, eu disse parece, estar um pouco melhor preparado ou esquematizado do que o Internacional. Mas nada considerável, igualmente.

Talvez, a ligeira vantagem tricolor aconteça pelo fato do time de Felipão ter sido menos exigido do que o adversário. É o Inter o time da Libertadores.

Tentei escalar os dois times, se todos os jogadores estivessem à disposição. Fiz isso no programa Café com Futebol, na Gre-Nal e repetirei a dose nesta quarta.

Grêmio: Marcelo Grohe, Ramiro (Matías), Rhodolfo, Geromel e Marcelo Oliveira. Wallace, Maicon, Giuliano, Cristian Rodriguez (Douglas). Luan e Mamute (Braian Rodriguez).

Internacional: Alisson, Léo (William), Ernando, Réver e Fabrício. Nico (Nílton), Rodrigo Dourado, Alex (Anderson) e D’Alessandro, Sasha e Nilmar (Lisandro López).

É ou não é uma briga parelha? Opinem.

Grêmio conquista a sexta vitória consecutiva

Com dois gols do menino Luan, o Grêmio chega a sexta vitória consecutiva e, agora, está há nove jogos sem perder no campeonato.

Apesar da ausência de Douglas e das várias mudanças realizadas (hoje foi 14ª escalação diferente no ano), o time ganhou mais uma.

Placar final 2 x 0 em cima do São Paulo, de Rio Grande. Mamute foi o substituto de Douglas. A equipe fez um melhor segundo tempo.

Mas quem assumiu, de alguma maneira, o papel de meia armador foi Giuliano. Foi dele o lançamento para o segundo gol de Luan.

Fellipe Bastos ficou no banco. Ramiro parece ser mesmo o “xodó” de Felipão. Éverton entrou e jogou bem. O time é o líder absoluto.

No lugar de Matías, apareceu Galhardo. Marcelo Oliveira, que era dúvida, acabou jogando toda a partida e foi um dos destaques, na lateral.

Na Arena, estiveram presentes mais 14 mil pagantes. Público total: 16.055 pessoas. Na quarta, tem a estreia na Copa do Brasil.

O Grêmio ainda sonha com a liberação do jogador Cristián Rodriguez. Mas as chances parecem ser remotas.

Apesar do rendimento da equipe, ainda é muito cedo para se dizer algo mais definitivo. Falta o grande teste. Talvez, seja no Gre-Nal.

Opinem.

Inter ganha e segue na liderança por aproveitamento do Campeonato Gaúcho

A vitória colorada no Vermelhão da Colina era uma obrigação do time da capital. E ela aconteceu ao natural.

O União é tão fraco que parecia muito mais um treinamento do que uma partida oficial de campeonato gaúcho.

Mas algumas conclusões puderam ser tiradas, apesar dos pesares. Por exemplo, Diego Aguirre ainda não sabe qual a formação ideal.

Rodrigo Dourado está pedindo passagem no time principal. Jorge Henrique parece ser jogador da confiança do treinador.

William corre por fora na luta pela lateral direita. Nílton, Nico e Anderson ainda precisam mostrar serviço. Alex é titular.

Sasha, também. Aliás, o atacante é o melhor jogador do time na temporada. O esquema de jogo é de acordo com o momento da partida.

E Rafael Moura está, agora, oficialmente, fora dos planos. O centroavante pode estar, finalmente, deixando o Beira-Rio, emprestado.

Neste domingo, o grande destaque do confronto foi o goleiro Lúcio, que até pênalti defendeu, após cobrança de Alex.

Lembrando que ficaram de fora: Léo (lesionado), Réver (ficou no banco por um desconforto muscular) e Alan Costa (indisposição).

Cláudo Winck e Vitinho estão na seleção. O lateral foi cortado por lesão. Juan e D’Alessandro foram preservados e não viajaram.

Não esquecendo do atacante Lisandro López, que está machucado e sem previsão de retorno aos gramados de futebol.

Apesar de mais uma vitória magra, o Inter segue na liderança relativa do certame. A direção segue dizendo que não haverá mudança.

O Inter conquistou a sua quinta vitória como visitante e, se ganhar do Ypiranga, na quarta, será o líder absoluto.

Opinem.

PS: Falei com o diretor de futebol Carlos Pellegrini que não confirma a saída de Rafael Moura para o Palmeiras. Mas admite que o centroavante pode deixar o Inter para um clube de série A.