Mês: Março 2018

Grêmio e Brasil de Pelotas estão nas finais

Grêmio e Brasil de Pelotas estão nas finais

O presidente gremista nunca quis desprezar o Campeonato Gaúcho, desde o início da sua gestão. Romildo Bolzan, no ano passado, mesmo com a concorrência de outras competições, falava que o Gauchão é um título a ser conquistado pelo Grêmio.

Como se estivesse engasgado na garganta, apesar de ser uma conquista de menor importância na temporada. O Tricolor não ergue o troféu de seu estado desde 2010 e, neste período, o arquirrival Internacional disparou no número de taças da luta.

Dono da melhor campanha na primeira fase do Gauchão,  o Brasil decide o título da temporada contra o Grêmio. O primeiro jogo das finais será na Arena (1ºde abril) e, depois, no Bento Freitas (8 de abril). Renato e Kannemann podem ser punidos pelo TJD.

Opinem.

Brasil ganha dos reservas da Alemanha

Brasil ganha dos reservas da Alemanha

POSTADO LOGO APÓS ALEMANHA 0 X 1 BRASIL AMISTOSO EM BERLIM

Jamais teremos um amistoso entre Alemanha e Brasil no futebol mundial. Em Berlim, não foi diferente. Foi tenso.

Mesmo que tenha sido um jogo entre o que tem de principal na seleção brasileira contra um misto dos alemães.

Foi um jogo equilibrado, mas a equipe amarela foi superior individual e coletivamente. 70 mil pessoas presentes.

Gostei muito dos dois zagueiros, William, Gabriel Jesus e a presença de Douglas Costa, que entrou no segundo tempo.

Aliás, Douglas Costa é o décimo sétimo convocado de Tite, além dos 16 que já foram anunciados pelo treinador.

Opinem.

 

Direção gremista já admite estudar a volta de Bolaños

Direção gremista já admite estudar a volta de Bolaños

Esta foi a nossa manchete colocada no dia 15 de março de 2018. Dá uma olhada logo abaixo para ver que o blog estava no caminho certo, apesar das resistências.

Agora, a grande mídia, também, começa a reconhecer que a situação de Bolaños pode ser repensada pelo Grêmio, segundo alguns dirigentes admitiram, nessa segunda.

Tudo depende dos valores e do número de jogos a serem disputados pelo meia atacante. Renato Portaluppi gosta do futebol dele. A situação está aberta para negociação.

Acontece que o equatoriano tem dinheiro atrasado para receber do Tijuana(México), além da quantia que o Grêmio tem direito a receber pela venda do jogador.

No contrato com o Tijuana, há uma cláusula que obriga o clube mexicano a exercer a compra de Bolaños por 5 milhões de dólares, mesmo valor pago pelo Grêmio ao Emelec no início de 2016, quando o atleta completar 30 jogos no México.

Opinem.

Miller Bolaños pode ser repensado

Grêmio está nas finais

Grêmio está nas finais

AVENIDA 0 X 3 GRÊMIO

Bastaram 10 minutos para o Grêmio definir a sua classificação para as finais do Campeonato Gaúcho 2018.

A diferença entre os dois times é imensa e o placar poderia ter sido maior. O Tricolor parecia estar num amistoso.

Arthur foi o melhor. Desde o GreNal, o craque fez o time jogar com mais naturalidade.

Agora, resta saber contra qual adversário o Grêmio vai jogar pelo título. Se diante do Zequinha ou do Brasil.

Opinem.

Grêmio não sabe “amorcegar”

Grêmio não sabe “amorcegar”

Opinião de um gremista, após a vitória do Inter por 2 x 0.
1-O Gremio NÃO sabe “segurar/amorcegar” jogo!
2-Qual a razão do Jael não cobrar nenhuma falta se ele tem 80% de aproveitamento!?
3-Grande gol do G9arnizé! Só que não foi falta!!
4-O Cícero e o Léo Moura precisam fazer uma outra pré-temporada!
5-Não expulsar o Dourado deixa uma grande dúvida sobre a competência desse Vuaden.
6- Fazia tempo que eu não via um jogo tão ruim, pois o Gremio não jogou e o Inter não sabe joga.

 

Jorge Brown

Seguidor do blog

Arbitragem foi determinante nos dois gols colorados

Arbitragem foi determinante nos dois gols colorados

Foi um jogo eletrizante, nesta quarta. Aliás, foram três clássicos muito interessantes e o Grêmio acabou eliminando o maior rival.

O Grêmio venceu dois e o Inter ganhou o último jogo, mas, no placar agregado, falou mais alto o melhor time do campeonato.

Sem dúvida alguma, na partida dessa noite, o Internacional teve devolvida a sua dignidade com uma vitória merecida.

Prestem atenção na arbitragem que foi determinante na marcação dos dois gols do Internacional. Será que vocês vão concordar com o blogueiro?

Opinem.

D’Alessandro mija nos cachorros, quando os cães são uns postes

D’Alessandro mija nos cachorros, quando os cães são uns postes

“Hoje D’Alessandro fez o que quis, atingiu o clube no seu coração, no Conselho Deliberativo, já havia mandado a torcida calar a boca contra o Ceará. Temo o dia em que ele achar inadequada a estátua de Fernandão”.

Eduardo Fritsch – Conselheiro do Sport Clube Internacional.

Tomara, para o bem dos simpatizantes do argentino, que as declarações dele, ontem, sejam transformadas numa grande atuação colorada. O problema é o efeito contrário. O jogador está na dele. Na ausência de alguém para chefiar, “mija nos cachorros quando os cães são uns postes”.

Inter e parte de sua torcida são vítimas

Inter e parte de sua torcida são vítimas

O grande problema do Internacional é que a direção não sabe, por competência ou por outros interesses, montar um time de futebol ou comandar uma organização. Não somente uma equipe, mas, também, um grupo de trabalho, desde o mais simples funcionário até o Presidente.

Recentemente, o clube não soube administrar um simples comunicado para os sócios e torcedores: “Sempre contigo para o que der e vier. Faça o check-in”. Menos mal que o Sport Club Internacional pediu desculpas pelo título inadequado e pediu providências internas.

O Internacional e parte de sua torcida são vítimas, também, dos “influenciadores digitais”, além de parte da imprensa. Eles são vítimas de uma imprensa que vende equilíbrio técnico e administrativo em uma fase de desequilíbrio acentuado entre os dois maiores rivais do Estado.

Opinem.

 

Na quarta, todo o futebol colorado deveria cair

Na quarta, todo o futebol colorado deveria cair

Desde o ano passado, o Internacional vem se equivocando na administração de seu futebol. Basta clicar e ver no blog e demais plataformas.

Na verdade, o clube vem agonizando há muito tempo. O último grande título foi em 2010, quando ainda estava unido. Naquela época, D’Alessandro ainda era competitivo.

Depois,  a turma da situação foi se dividindo. Ninguém mais conseguiu liderar como fazia Fernando Carvalho. Piffero fez muito mal, mas a culpa não é só dele.

Hoje, é necessário uma verdadeira reforma interna para tentar recuperar o paciente da UTI. Não será uma tarefa fácil. Nem mesmo com a ajuda das oposições.

Marcelo Medeiros não me parece preparado para tanto. Ele tem dificuldades de enxergar a realidade. Não tem encontrado a leitura correta dos fatos.

Se cercou de dirigentes “amigos” ou de funcionários incompetentes que estão afundando ao lado dele. Alguém poderia ajudá-lo, pessoas despidas de vaidade.

Na 4f, todo o departamento de futebol deveria cair. Inclusive, os influenciadores internos e externos. Chegou a hora de dar um basta no”status quo” e ter atitude de gente séria.

Opine.