Mês: agosto 2016

Inter está invicto no Beira-Rio contra o Fortaleza

Inter está invicto no Beira-Rio contra o Fortaleza

Todos os confrontos oficiais de Internacional x Fortaleza:

Torneio dos Campeões 1982:
Inter 1×0 – Beira-Rio
Fortaleza 3×1 – Castelão

Campeonato Brasileiro:
1973 – 0x0 – Presidente Vargas.
1976 – Inter 2×0 – Beira-Rio
2003 – Fortaleza 3×0 – Castelão
2003 – 1×1 – Beira-Rio
2005 – Inter 1×0 – Beira-Rio
2005 – Inter 2×1 – Castelão
2006 – Inter 2×1 – Castelão
2006 – Inter 3×0 – Beira-Rio

​Copa do Brasil 2001 (2ª Fase):
Fortaleza 1×0 – Presidente Vargas
0x0 – Beira-Rio. Único mata-mata, deu Fortaleza.

Resumo:
Beira-Rio: 6 jogos; 4 vitórias do Inter e 2 empates.
Castelão: 4 jogos; duas vitórias do Fortaleza e duas vitórias do Inter.
Presidente Vargas: 2 jogos; uma vitória do Fortaleza e um empate
Total: 6 vitórias do Inter, 3 empates e 3 vitórias do Fortaleza.

 

Daison Sant’Anna

Nico e Aylon devem jogar juntos

Nico e Aylon devem jogar juntos

Fiquei sabendo e informei aqui no SBT ESPORTE, que o time do Internacional deverá sofrer mudanças importantes, fundamentalmente, no setor ofensivo.

A contratação mais cara do Internacional, depois da volta do presidente Vitorio Piffero, em janeiro de 2015, está recebendo uma nova oportunidade na equipe de Celso Roth.

Nico López deverá ser escalado ao lado de Aylon, nesta quarta, pela Copa do Brasil, no jogo que marca a estreia do Internacional na Copa do Brasil.

Antes, o uruguaio foi utilizado contra o Cruzeiro e o Fluminense, na época de Paulo Roberto Falcão. Com Roth, o jogador foi utilizado só contra o São Paulo, por meio tempo.

Vamos aguardar a confirmação da escalação para a gente ficar sabendo, se o blog estava no caminho certo ou errado.

Opinem.

O comentário esportivo do Sbt Rio Grande

O comentário esportivo do Sbt Rio Grande

VAMOS COMEÇAR FALANDO DO INTER, APÓS MAIS UM RESULTADO DECEPCIONANTE PELO BRASILEIRO/
NÃO QUE SEJA ANORMAL EMPATAR COM O SPORT DO RECIFE FORA DE CASA E DIANTE DE UM TIME QUE TAMBÉM ESTÁ BRIGANDO PELO REBAIXAMENTO/
ACONTECE QUE O INTER ESTAVA GANHANDO O JOGO AOS 45 MINUTOS DO SEGUNDO TEMPO, QUANDO SURGIU O GOL DE EMPATE/
INACREDITÁVEL, ALIÁS, O INTER ESTÁ SE ESPECIALIZANDO EM ENTREGAR A RAPADURA NO APAGAR DAS LUZES, COMO OS ANTIGOS NARRADORES FALAVAM/
PRIMEIRO, O INTER DEIXOU ESCAPAR UM EMPATE NO FINALZINHO COM A CHAPECOENSE, NA ESTREIA DE CELSO ROTH/
PODERIA TER MARCADO UM PONTINHO PRECIOSO NA TABELA, A “CHAPE” ACABOU FAZENDO UM A ZERO/
DEPOIS, O INTER ERROU UMA COBRANÇA DE PÊNALTI COM VALDÍVIA, QUANDO O CONFRONTO COM O SÃO PAULO ESTAVA UM A UM,  ESTÃO LEMBRADOS?
ERAM 46 MINUTOS DO SEGUNDO TEMPO,  QUANDO O COLORADO DESPERDIÇOU A CHANCE DE VIRAR O JOGO COM O TRICOLOR PAULISTA/
NO ENCONTRO DO BEIRA-RIO, DEIXOU DE MARCAR MAIS DOIS PONTOS IMPORTANTÍSSIMOS, NA TABELA DE CLASSIFICAÇÃO/
 POR INCRÍVEL QUE POSSA PARECER O INTER DEIXOU DE SOMAR CINCO PONTOS NOS ÚLTIMOS TRÊS JOGOS,  SEMPRE NOS MINUTOS FINAIS/
SE TIVESSE SOMADO ESSES PONTOS, ESTARIA EM DÉCIMO PRIMEIRO LUGAR E MUITO LONGE DA ZONA DO REBAIXAMENTO/
DURMAM COM ESSE BARULHO TODO, MEUS LÍDERES  MÁXIMOS DO FUTEBOL BRASILEIRO/
São 72 dias sem vencer, Inter entra na zona do rebaixamento

São 72 dias sem vencer, Inter entra na zona do rebaixamento

O time segue por mais de dois meses sem ganhar. A última vitória foi contra o Atlético Mineiro, dia 16 de junho de 2016, pelo Brasileirão.

Não foi de novo que o Inter ressurgiu das cinzas como a Fênix. O time voltou de Recife com mais um empate e, agora, entrou oficialmente na zona do rebaixamento.

Os números em Pernambuco: 19 jogos com 6 empates, 6 vitórias do Sport e 7 vitórias do Internacional (sendo 5 na Ilha do Retiro). 

Grêmio empata e fica de fora do G4

Grêmio empata e fica de fora do G4

Apesar dos desfalques do Atlético Mineiro, em nada podemos diminuir a grande atuação gremista. O goleiro Marcelo Grohe não fez uma defesa sequer na partida.

Na única vez que o adversário chegou, Robinho liquidou com as pretensões tricolores,  de voltar a fazer parte do G4, placar final um a um.

O Grêmio que arrancou ganhando de um a zero, gol marcado por Luan. O Galo soube aproveitar a única chance e as mais de trinta mil pessoas na Arena saíram cabisbaixas.

Opine.

Morre o maior artilheiro da história do Grêmio

Morre o maior artilheiro da história do Grêmio

Alcindo faleceu. O Daison Sant’Anna lembrou do grande centroavante gremista. Alcindo atuou no Grêmio de 1963 a 1971.

Em 1977/1978 voltou a treinar no Tricolor. Foi  6 vezes campeão gaúcho, o maior goleador do Grêmio com 229 gols.

Disputou a Copa de 1966 e jogou com Pelé no Santos em 1972/1973. Mais detalhes e informações no Café com Futebol, edição desta segunda-feira.

EDITADO: Alcindo foi campeão gaúcho pelo Grêmio em 1964, 1965, 1966, 1967, 1968 e 1977. Em 1963, jogou o Gauchão pelo Rio Grande. Já em 1977,  ele atuou no Grêmio, inclusive, marcando gols históricos naquela campanha vitoriosa: Grêmio 3×0 Internacional e Grêmio 10×0 Pelotas, ambos no Olímpico. Portanto, foram 6 e não 7 títulos gaúchos conquistados pelo maior artilheiro da história do Grêmio.

 

 

O Grêmio não perde há 5 jogos para o Galo

O Grêmio não perde há 5 jogos para o Galo

O Grêmio não perde há 5 jogos para o Atlético/MG – São 4 vitórias e um empate:

2013 – Atlético 1×0 – Arena

​2014 – Grêmio 2×1 – Arena
2014 – 0x0 – Independência
2015 – Grêmio 2×0 – Mineirão
2015 – Grêmio 2×1 – Arena
2016 – Grêmio 3×0 – Independência

*Na Arena são 3 jogos na história: duas vitórias do Grêmio e uma do Atlético.

*Grêmio no Brasileirão 2016 disputou 5 clássicos na Arena: 1×0 Flamengo, 2×0 Cruzeiro, 3×2 Santos, 1×0 São Paulo e 3×0 Corinthians.

Daison Sant’Anna

Trabalho inédito do blog

Trabalho inédito do blog

O Blog apresenta um trabalho inédito sobre Internacional e Sport – Todos os jogos oficiais em Pernambuco:

1973 – Brasileirão – Arruda – Inter 1×0 – Gol: Escurinho.
1979 – Brasileirão – Arruda – Inter 3×0 – Gols: Adílson e Jair (2).
1981 – Brasileirão – Ilha do Retiro – 0×0 – Lesão grave de Batista.
1983 – Brasileirão – Arruda – 1×1 – Inter eliminado com o empate.

1984 – T. Heleno Nunes – Ilha – Inter 4×0 – Silvinho, Paulo Santos, M. Cruz e Kita.
1986 – Brasileirão – Ilha do Retiro – 0×0 – Ênio Andrade técnico do Sport.
1991- Brasileirão – Ilha do Retiro – Sport 1×0.
1995 – Brasileirão – Ilha do Retiro – Sport 2×0.
1997 – Brasileirão – Ilha do Retiro – Sport 2×0.
1999 – Brasileirão – Ilha do Retiro – 0×0.
2000 – Brasileirão – Ilha do Retiro – Inter 1×0 – Gol: Leonardo Manzi.

2007 – Brasileirão – Ilha do Retiro – Inter 5×1 – Gols: Pinga, Índio, Iarley, Alex e Adriano Ferreira; Técnico do Inter: Alexandre Gallo.
2008 – Copa do Brasil – Ilha do Retiro – Sport 3×1 – Inter eliminado. Sport campeão.
2008 – Brasileirão – Ilha do Retiro – Sport 1×0.
2009 – Brasileirão – Ilha do Retiro – Inter 2×1 – Gols: Kléber e Andrezinho.
2012 – Brasileirão – Ilha do Retiro – Inter 2×0 – Gols: Damião e Aguiar (contra).
2014 – Brasileirão – Arena Pernambuco (São Lourenço da Mata)  – 0x0.
2015 – Brasileirão – Ilha do Retiro – Sport 3×0.

*18 jogos com 5 empates, 6 vitórias do Sport e 7 vitórias do Internacional (sendo 5 na Ilha do Retiro). 

DAISON SANT’ANNA

A história dos 3 volantes com Roger Machado

A história dos 3 volantes com Roger Machado

Os 3 volantes nunca foram desprezados na história do técnico Roger Machado. Desde os tempos de auxiliar, o ex-lateral esquerdo se utilizava do esquema de meio campo.

O Grêmio já foi vice-campeão brasileiro, em 2013, com Renato Portaluppi, quando o Grêmio montou a equipe com Riveros, Souza e Ramiro. Mais: Kléber, Barcos e Vargas.

Antes, Luxemburgo, em 2012, foi terceiro colocado com uma escalação de volantes na meia cancha. Lembram de Fernando, Souza e Léo Gago?

Marco Antônio fazia o papel de Douglas e, na frente, atuavam Marcelo Moreno e Kléber. Se quiserem podemos lembrar do tempo do Celso Roth, também, em 2011.

Escapou do rebaixamento com Roth e Roger, de auxiliar técnico. Foi 13º colocado, reagindo no certame com um tripé formado por Fernando, Adílson e Rochemback.

Portanto, nenhuma novidade sobre os 3 volantes. São apenas histórias verídicas e que o competente treinador tricolor está sabendo recuperar para o bem geral da nação.

Opinem.

 

 

Grêmio arranca com vitória na Copa do Brasil

Grêmio arranca com vitória na Copa do Brasil

Roger Machado convenceu, com a vitória desta quarta-feira, quase todos os críticos que estavam desconfiados com o novo esquema tático do Grêmio.

A turma estava desacreditada com a questão dos 3 volantes, Walace, Jaílson e Ramiro. Mas esqueceu dos treinamentos e da vocação do treinador por um time de intensidade.

No primeiro tempo, o Furacão não conquistou uma conclusão sequer contra o gol gremista. Na etapa complementar, me lembro apenas de uma cabeçada de André Lima.

O Grêmio pode até ter perdido um pouco a condição da posse de bola, mas jamais deixou de controlar a partida. Por isso, o placar de um a zero me pareceu justo.

Kannemann fez uma boa estreia, apesar da fragilidade ofensiva dos paranaenses. Wallace, Edílson, Ramiro, Luan e Douglas fizeram boas apresentações.

Bolaños foi o autor do gol gremista, depois de um jogadaço de calcanhar de Douglas, mas foi uma atuação discreta do equatoriano.

Os números fora de casa, levando-se também em consideração os jogos do Brasileirão de 2016, demonstraram uma melhora, com a vitória de um a zero sobre o Atlético PR.

Fora de casa foram duas vitórias pelo Brasileiro(apenas uma fora do RS): 3×0 Atlético/MG e 1×0 Internacional;

4 empates: 0x0 Corinthians, 1×1 Fluminense, 3×3 Chapecoense e 0x0 América/MG;

4 derrotas: 3×4 Palmeiras, 0x2 Atlético/PR, 2×4 Sport e 1×2 Flamengo.

O Grêmio que não vencia fora do Estado há sete jogos. No Brasileiro, segue com um aproveitamento de apenas 33,33% longe da Arena.