Mês: abril 2016

O maior problema do Internacional na serra

O maior problema do Internacional na serra

Talvez o maior problema da tarde deste domingo a ser enfrentado pelo Internacional seja mesmo o carisma e o histórico do técnico adversário.
Antônio Carlos Zago, um cara de 47 anos que, como jogador de futebol, foi um dos grandes vencedores da profissão em todo o Brasil e fora dele.
Antônio Carlos jogou pela Seleção Brasileira, entre 1991 e 2001, disputando 37 partidas e marcando 3 gols.  E abaixo o Daison colocou os títulos do ex-zagueiro:
São Paulo com o técnico Telê Santana
Campeonato Paulista: 1991 e 1992
Campeonato Brasileiro: 1991
Copa Libertadores da América: 1992
Palmeiras com o técnico Vanderlei Luxemburgo
Campeonato Paulista: 1993 e 1994
Campeonato Brasileiro: 1993 e 1994
Torneio Rio-São Paulo: 1993
Corinthians com o técnico Nelsinho Baptista
Campeonato Paulista: 1997
Roma (o lado de nomes como Batistuta, Cafu, Totti e Montella) 
Campeonato Italiano:  temporada 2000/2001
Supercopa da Itália: temporada 2000/2001
Besiktas
Campeonato Turco: 2003
Santos com o técnico Vanderlei Luxemburgo 
Campeonato Brasileiro: 2004
Campeonato Paulista: 2007
Seleção Brasileira com o técnico Vanderlei Luxemburgo 
Copa América: 1999
*Obs. 1: Participou do Palmeiras naqueles confrontos históricos contra o Grêmio em 1995.
*Obs. 2: Atuou pelo Juventude em 2005/2006: 52 jogos; E também na ESPANHA (Albacete) e no JAPÃO (Kashiwa Reysol).
*Obs. 3: Treinou o Palmeiras em 2010 (19 J).

 

Dida está na mira do Internacional

Dida está na mira do Internacional

Pessoal do Internacional já sabe por qual razão Alisson decidiu deixar o clube, apesar de uma proposta colorada de 3 milhões de euros para ele renovar contrato aqui.

“Foi o Dida. Ele fez a cabeça do jogador. Nem mesmo o empresário Zé Maria foi decisivo no assunto”, disse um dos líderes da atual gestão de Vitorio Piffero, nesta semana.

O certo é que o goleiro vai se apresentar  no quinto time mais popular da Itália, mais de 7% do total da torcida do país, não muito depois do final do campeonato gaúcho.

Alisson, de apenas 23 anos, titular da Seleção, quer conquistar mais um título no Inter, antes de se transferir para o futebol europeu.

O gestor da carreira do atleta, sabe que a Roma é controlada por um consórcio de investidores norte-americanos liderado pelo empresário Thomas DiBenedetto.

O grupo pagou R$ 200 milhões por 67% das ações do clube romano em 2011 e a tendência é que o clube dispute e para conquistar títulos expressivos no velho mundo.

A Roma pagou para o Inter, nos garantiu o vice-presidente do clube, Luiz Henrique Nuñes, a quantia de 5,5 mi de euros por 50% dos direitos econômicos do goleiro.

O clube gaúcho não ficou sabendo quanto Alisson, além da família dele e o empresário José Maria Neis,  receberam pela venda dos outros 50%.

Opinem.

 

O Gre-Nal dos balanços financeiros

O Gre-Nal dos balanços financeiros

Recebi uma mensagem comparando os balanços da dupla Gre-Nal. O do Internacional já está no portal da transparência há mais de duas semanas, segundo um dirigente.

A comparação feita internamente pelos gestores colorados:

A) Grêmio obteve um déficit de 37 milhões de reais. Inter anunciou um superávit de 27,5 de reais;

B) Grêmio sofreu uma diminuição de receita de 191 milhões para 177 milhões. O Inter aumentou de 205 milhões para 297 milhões, fora financeiras que elevam para 367 mi;

C) Aumento de custos totais totais no futebol de 154 para 193 milhões no Grêmio. Inter diminuiu de 191 para 160 milhões. Operação de 33milhões menor do que a Tricolor;

D) Grêmio teve um aumento da dívida total em 33 milhões. 15 milhões maior do que a do Internacional.

E) Ressalvas dos auditores independentes: Internacional não recebeu qualquer observação. O Grêmio teve quatro ressalvas segundo o seu Conselho Fiscal;

F) No Grêmio, não é informado o orçamento aprovado pelo Conselho. O Internacional cumpriu na íntegra, segundo os gestores alvirrubros;

G) O Grêmio entrou no PROFUT onde obteve ganho de 40 milhões de reais. Sem encargos de depreciação, manutenção e energia elétrica da Arena, que não é lançado no clube, diferente do Beira-Rio que absorve toda essa carga;

RESUMO DOS ADMINISTRADORES COLORADOS: “Foi um massacre. Não há termos de comparação, o que redobra a responsabilidade dos atuais dirigentes”.

Grêmio é dominado, perde e é vaiado mais uma vez na Arena

Grêmio é dominado, perde e é vaiado mais uma vez na Arena

POSTADO IMEDIATAMENTE APÓS A PARTIDA GRÊMIO 0 X 1 ROSARIO

A falta de convicção e planejamento da direção do Grêmio, além do bom time do Rosario Central e do cansaço gremista,  foram os principais motivos pela derrota.

O Grêmio foi praticamente dominado durante todo o jogo pelos argentinos.  Aliás, a Arena que recebeu um público decepcionante (+-34mil) pela importância da partida.

Há muitos anos estamos escrevendo da impossibilidade de se disputar para ganhar duas competições simultaneamente, como o Grêmio decidiu fazer neste ano.

Roger Machado está sem respaldo dos dirigentes que são perdedores e sem carisma. O vice de futebol tem títulos mas sempre como segundo homem na hierarquia.

E o diretor executivo é um mistério. Está indo agora para a décima quarta eliminação. Sendo que cinco delas em plena Arena. Nem mesmo um turno ele ganhou até agora.

Copa do Brasil eliminado pelo Atlético/PR em 2013, Santos em 2014 e Fluminense em 2015. Na Libertadores, foi eliminado em casa para o San Lorenzo, em 2014.

E, agora, mais recentemente, foi eliminado do Gauchão pelo Juventude. Em qualquer empresa séria um profissional com tantos fracassos seria afastado.

É um verdadeiro “Rosario” de eliminações. Desculpem, acho que me excedi.

Opinem.

Os dez melhores goleiros brasileiros

Os dez melhores goleiros brasileiros

Além de ser aniversário do grande arqueiro Manga (79), o melhor que eu vi jogar em toda a minha vida, nesta terça,  dia 26 de abril, comemora-se o Dia do Goleiro.

Uma posição em que o Brasil nunca teve grande fartura, especialmente, na seleção brasileira, apesar de todos os títulos conquistados.

Atualmente, tanto os colorados quanto os gremistas estão felizes porque têm os dois goleiros selecionados por Dunga para o escrete canarinho. Mas Dunga não é confiável.

Penso que há alguns nomes que deveriam estar na frente, especialmente, do goleiro gremista, Marcelo Grohe, que é discutido por boa parte da própria torcida tricolor.

Alisson é o titular da Seleção Brasileira. Agora, o blog gostaria de saber dos nossos comentaristas uma lista dos dez maiores jogadores brasileiros da posição.

Começando pela minha sugestão. É claro que muita gente boa ficará de fora: Barbosa, Castilho, Gilmar, Manga, Leão, Raul, Taffarel, Marcos, Dida e Rogério Ceni.

A lista não é por ordem de preferência. Procurei colocar de acordo com a cronologia dos jogadores. Está faltando alguém?

Opinem.

Todos os confrontos de Grêmio x Rosario Central

Todos os confrontos de Grêmio x Rosario Central

C. A. ROSARIO CENTRAL (ARG)  1 X 2  GRÊMIO

Competição: Torneo Internacional Ciudad de Rosario (Argentina) – Final
Data: quinta-feira, 22/fevereiro/1979
Local: Rosario (Argentina)  – Antigo estádio Gigante Arroyto

Grêmio: Manga; Eurico, Ancheta, Vicente e Ladinho (Dirceu – 2ºT); Vítor Hugo, Renato Sá e Paulo Cézar; Tarciso, André (Jurandir – 2ºT) e Éder (Valderez – 2ºT); Técnico: Orlando Fantoni

Gols: García (pênalti) 10 do 1ºT; Éder 15 e Jurandir 17 do 2ºT

*Obs. 1: Manga defendeu um pênalti cobrado por Heredia aos 18 do 2ºT.

*Obs. 2: Na semifinal o Grêmio goleou o Independiente (ARG) por 4×0.

*GRÊMIO CAMPEÃO.  

==================================================================
C. A. ROSARIO CENTRAL (ARG)  4 X 1  GRÊMIO

Competição: Torneo Internacional “Semana de Mayo” – Rosário (Argentina) – Final
Data: domingo, 27/maio/1979
Local: Rosario (Argentina)

Grêmio: Manga; Eurico (Vílson – intervalo), Ancheta, Vantuir e Dirceu; Vítor Hugo, Jurandir e Paulo Cézar; Tarciso, André e Éder; Técnico: Orlando Fantoni

Gols: Rubén Díaz 5 e Rubén Díaz 35 do 1ºT; Trama 12, Gaitán 38 e Paulo Cézar (pênalti) 40 do 2ºT. Mário Sérgio atuou pelo Rosario nesta final.

Obs.: Na semifinal, o Grêmio bateu o C. A. NEWELL’ S OLD BOYS, 3×1,  com 3 gols de André Catimba.

**Grêmio Vice-Campeão do Torneio Quadrangular de Inverno em Rosário.
=====================================================================

Em 2005, o Inter passou pelo Rosario nas oitavas da Copa Sul-Americana: 1×0 em Rosario, gol de Rafael Sobis e 1×1 no Beira-Rio com gol  de Jorge Wagner. EDINHO hoje no Grêmio atuou nos 2 jogos.

DAISON SANT’ANNA

Grêmio é eliminado pelo saldo qualificado

Grêmio é eliminado pelo saldo qualificado

O jogo foi eletrizante entre Grêmio e Juventude nesta tarde chuvosa de domingo. Os donos da casa foram logo marcando através de um golaço de Walace.

A partida continuou e o Grêmio criou várias oportunidades que quase sempre pararam no ótimo e jovem goleiro Elias.

Veio o intervalo e Roger voltou com a mesma equipe, a exemplo do técnico Antônio Carlos. Giuliano no primeiro ataque do segundo tempo ampliou para dois a zero.

Menos de dois minutos depois, Roberson descontou para o time caxiense. O torcedor nas cadeiras da Arena continuou apoiando e acreditando.

Bolaños entrou no lugar de Bobô e o time ficou sem um centroavante de referência, mas deu sorte. O equatoriano marcou o terceiro gol recebendo passe de Giuliano.

O 3×1 ainda servia e Antônio Carlos reforçou a marcação retirando Dieguinho. Roger rebateu com Henrique Almeida que apareceu na vaga de Douglas.

Dos trinta minutos finais até o apito final do árbitro Jean Pierre,  tivemos uma partida praticamente disputada toda ela no campo de ataque gremista. Quase um massacre.

Até Walace saiu para a entrada de Lincoln. A ordem era marcar o 4º e decisivo gol para levar a equipe a uma final diante do Internacional pelo saldo qualificado.

Mas a atuação extraordinária do goleiro Elias, além da raça do Juventude que lutou bravamente para marcar e não dar espaços impediram a classificação do Grêmio.

18.285 foi o público pagante anunciado pelos administradores da Arena. 20.158 pessoas foi o público total.

Opinem.

PS: Até que ponto a eliminação do Grêmio para o Juventude poderá influenciar negativamente no psicológico dos jogadores que seguem na Libertadores?

Um dado estarrecedor e que explica a obsessão gremista para ganhar um Gauchão. O Inter conquistou 11 dos 14 gauchões desde 2002.

E o jornalismo é impressionante como fala o Daison Sant’Anna: Argel foi melhor que Roger no 2º turno do Brasileirão, melhor na Liga, e está indo para final do Gauchão.

E agora?

Com gol irregular, Inter chega a mais uma final de Gauchão

Com gol irregular, Inter chega a mais uma final de Gauchão

POSTADO IMEDIATAMENTE APÓS O TRILAR DO APITO FINAL DO ÁRBITRO CHICO NETO – SÃO JOSÉ 0 X 1 INTERNACIONAL

Após um jogo muito equilibrado no Passo D’Areia, o Internacional chegou a mais uma final do campeonato gaúcho.

Placar final 1 x 0 com gol do zagueiro Ernando, lá pelos trinta minutos do segundo tempo, depois de uma bola área na área do Zequinha.

Praticamente houve três chances em todo o jogo. No primeiro tempo, uma chance para cada lado.

E na etapa final, a chance convertida para a marcação do único gol da partida. Houve uma queixa apenas a respeito da arbitragem do senhor Francisco Neto.

No início do confronto houve uma falta de Ernando sobre o atacante Jô e a arbitragem controlou não marcando nem mesmo cartão amarelo.

Outra situação: foi sobre a posição do zagueiro Paulão na hora do gol Colorado. Paulão estava impedido quando lançado para tocar de cabeça para Ernando marcar.

De qualquer maneira, no gramado sintético do Passo D’Areia,  o Internacional nunca perdeu. Neste sábado, aconteceu a quarta partida com duas vitórias e dois empates.

Está de parabéns o clube da zona norte. Foi a segunda derrota do ano e curiosamente as duas foram em casa. Agora a gente aguarda por Grêmio x Juventude, na Arena.

Se o Juventude passar, o Internacional fará a final no Beira-Rio. Se o Grêmio chegar e detonar com a equipe da serra, a finalíssima acontecerá na Arena.

Opinem.

EDITADO ÀS 21h30: vi o lance na Sportv e concordo com os comentaristas Roger e Mário Marcos. A posição da câmera é ruim. Está na diagonal da linha de fundo e, mesmo em quadro parado, ficou difícil de se ter uma certeza. Por isso, continuo achando que, na dúvida, deveriam ter optado pelo impedimento. Uma questão de opinião, apenas. Mas estou inocentando o auxiliar que nada marcou. Abraço.

 

 

 

Vamos ver se o Grêmio tem gestão de futebol de verdade

Vamos ver se o Grêmio tem gestão de futebol de verdade

O presidente mais vencedor da história do Grêmio, Fábio Koff, várias vezes lembrou de um velho ditado popular e que anda meio esquecido: “quem tudo quer, nada ganha”.

Acontece que, após a derrota por dois a zero para o Juventude, a situação está complicadíssima para os lados do Humaitá em termos de campeonato gaúcho.

Uma competição notadamente menor,  algo que já dissemos em todos os espaços que ocupamos na crônica esportiva. Lembram: “Pior que ganhar o Gauchão é perdê-lo”.

Vamos ver se o Grêmio tem gestão de verdade, agora. Ou alguém tem alguma dúvida de que é praticamente impossível ganhar duas competições simultaneamente?

O Internacional, que conquistou as duas últimas Libertadores pelo nosso Estado, perdeu os campeonatos gaúchos de 2006 e 2010 para, depois, levantar o caneco sul-americano.

As datas dos enfrentamentos contra o Rosario Central estão definidas. Serão dias 27 de abril, jogo de ida (Arena) e 5 de maio, jogo de volta (Gigante Arroytto).

Se o Grêmio conseguir o quase impossível, que é reverter contra o Juventude, teria que seguir enfrentando uma sequência de partidas decisivas. Senão vejamos: 

No domingo, 24 de abril Grêmio x Juventude (Gauchão);

Na quarta, 27 de abril – Grêmio x Rosario (Libertadores);

Domingo, 01 de maio – Inter ou São José x Grêmio (Gauchão);

Quinta, 05 de maio – Rosario Central x Grêmio (Libertadores) e

Domingo, 8 de maio – Grêmio x Inter ou São José (Gauchão.

Opinem.

 

 

 

 

Depois de dois meses, Grêmio perde e se complica no Gauchão

Depois de dois meses, Grêmio perde e se complica no Gauchão

Depois de dois meses sem perder, o Grêmio acabou não suportando a sequência de jogos decisivos e tomou dois a zero do Juventude, pelas semifinais do Gauchão.

Os gols foram marcados na etapa final através de Roberson e Klaus, o do atacante, após uma falha na saída de gol do experiente goleiro Marcelo Grohe.

Aliás, curiosamente os dois artilheiros desta quarta, que deram uma larga vantagem aos serranos,  foram jogadores formados no Grêmio e dispensados.

A vitória foi merecida, apesar do time da capital ter dominado em alguns momentos. O Grêmio começou com uma formação mesclada de titulares e reservas.

Ramiro, Geromel, Douglas e Giuliano não entraram em campo. Luan foi acionado na etapa final, a exemplo de Miller Bolaños, mas nada aconteceu em termos de reação.

Os jogadores que estiveram em campo na terça contra o Toluca pela Libertadores demonstraram cansaço. A equipe caxiense terminou o jogo com mais preparo físico.

Com a derrota de dois a zero, complicou o sonho do presidente Romildo Bolzan de conquistar o que ele chamou de “Café Colonial”.

O Juventude no domingo poderá perder até por um placar de dois gols de diferença que estará classificado. Se houver um dois a zero para o Grêmio, decisão nos pênaltis.

Opinem.

EDITADO: Com os resultados desta quarta pela Libertadores da América, o próximo adversário gremista será o Rosario Central, da Argentina. Confiram os placares dos dois jogos que interessavam diretamente ao Grêmio: River Plate 4 x 3 Trujillanos e The Strongest 1 x 1 São Paulo. Desculpem os críticos do professor Tristão Garcia, mas ele mais uma vez matou a pau e, consequentemente, o blog também.

Os demais confrontos das Oitavas de final da Libertadores:

Atl. Nac. x Huracán
Pumas x Táchira
Corinthians x Nacional
Galo x Racing
Toluca x SP
Boca x Cerro
River x Del Valle