Perdemos, de novo, na Taça São Paulo de Juniores

O que está ocorrendo com o futebol gaúcho quando o assunto é Copa São Paulo de Futebol Junior? Recentemente o técnico Lisca tentou achar uma explicação. Grêmio e Inter devem estar priorizando a formação dos seus jogadores de base e não a conquista de títulos.

Mas será que as duas coisas não são possíveis, quando se fala de Copinha? O certo é que o Grêmio jamais foi campeão e o Internacional conquistou pela última vez, em 1998. Nós estávamos lá no Morumbi, quando o Colorado derrotou a Ponte Preta e levou o caneco.

Me lembro de alguns nomes da época, aliás, eu transmiti a partida pela rádio Guaíba: João Gabriel, Lúcio, Clayton, Juca, Fábio Pinto e o centroavante Manoel. Técnico Guto Ferreira e o preparador físico Waldemar Fernandez.

Apenas um raciocínio: a cada momento um novo talento desponta no cenário nacional. Meninos aspirantes a jogadores profissionais, na maioria das vezes, são encontrados em clubes que disponibilizam espaços para a formação de atletas em Categorias de Base.

Porém, os métodos utilizados pelos clubes de futebol para o desenvolvimento de jovens atletas nem sempre são os mais adequados, ocasionando em muitos casos, a perda de futuros valores deste esporte.

Opinem.

Dupla Gre-Nal e a superstição

O repórter Rodrigo Morel preparou uma matéria para o Sbt Esporte desta segunda-feira. O programa será exibido a partir das 12h20 e Grêmio e Internacional serão destaque por causa da procura da recuperação da boa forma.

Em 2006, Inter fez um período de preparação na cidade de Bento Gonçalves. Era uma superstição do Internacional e acabou ganhando o mundo. Mas nem sempre a mudança de ambiente deu resultado. Em 2007, repetiu o local e não ganhou nada de expressivo.

O Grêmio, nos anos 90, revezava entre Gramado e Canela e o time ganhou muitos títulos na aquela década. Depois, surgiu Bento Gonçalves e nem sempre os resultados foram os melhores.

Agora, pelo segundo ano consecutivo, o Tricolor fará toda a pré temporada no CT Luiz Carvalho. Neste ano, serão 88 partidas e esta arrancada é essencial para o grupo. Será que, também, é uma questão de superstição? É uma das perguntas a serem pensadas.

Lembrando que há mais de 15 anos, o Inter não realizava uma pré-temporada completa em Porto Alegre. Já passou por Santo Amaro, Bento Gonçalves, Gramado, Canela, Emirados Árabes e Estados Unidos. Agora vai para aqui pertinho. Viamão.

Resumo: de 1995 para agora, o Grêmio teve o seu momento mágico nos anos de 95, 96, 97, 2001 e 2016. O Inter, em 2006, 2008 e 2010. O Inter em 22 anos teve a serra gaúcha como base da sua preparação, exceção da Florida Cup, em 2016.

O Grêmio teve as suas exceções. Além do ano passado, o Grêmio, em 2011, treinou na capital gaúcha. Renato Portaluppi reclamava frequentemente reclamava do forte calor. Opinem.

As chances do peruano Beto da Silva jogar no Grêmio

O Grêmio está tentando contratar mais um ou dois atacantes para o grupo comandado por Renato Portaluppi. Após algumas tentativas frustradas, a direção está vendo alguma chance de trazer um atacante peruano e, atualmente, atuando no futebol holandês.

A ideia partiu do empresário Jorge Baidek. Ele conhece o pai gaúcho e procurador do avante de 20 anos, Luiz Humberto da Silva Silva(Beto da Silva), 20 anos e um metro e oitenta e dois de estatura, que atua no PSV Eindhoven, da Holanda, 8 gols em 37 jogos.

Beto da Silva é da seleção peruana, atua ao lado de gente importante como é o caso do centroavante, Guerrero, e que antes de jogar no futebol europeu, passou pelo Sporting Cristal, de Lima. Quando menino, teve uma passagem, também, no Grêmio.

Para o nosso blog, Baidek disse agora à tarde, que há chances do atleta vestir a camiseta gremista em 2017, apesar da valorização do atacante. O clube gaúcho tenta a aquisição dos direitos econômicos do jogador que tem passaporte brasileiro e peruano.

Não é “máscara” do apresentador

Tentei falar por telefone com o jogador Alex, ex-Internacional. Por enquanto, sem sucesso. Talvez, com o passar do tempo, nós acharemos uma resposta a respeito do post anterior.

Aliás, é legal que eu dê uma satisfação aos nossos ouvintes do Café com Futebol, da Gre-Nal. Quero deixar claro que as minhas férias terminaram no dia 5 de janeiro de 2017. Voltei para o blog e Sbt Esporte, mas aguardo uma negociação com a direção da rádio.

Isso porque há algumas possibilidades profissionais no mercado e na própria Rede Pampa que precisam ser bem ponderadas. Não é máscara do apresentador e da própria equipe, é apenas cautela para que todos os lados sejam observados.

Afinal, o nosso programa de todas as manhãs(7h-9h) encerrou a temporada de 2016 como líder de audiência(a partir das 8h) entre todos os programas diurnos da rádio Gre-Nal, segundo o IBOPE. Muito obrigado!